Facebook
Twitter
YouTube
SOCIALICON
SOCIALICON

“Vitória comprada não conta”, diz Maria do Rosário sobre denúncia de Temer

Maria do Rosário CCJ Foto Gustavo Bezerra

“Vitória comprada não conta”, diz Maria do Rosário sobre denúncia de Temer

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmaras dos Deputados votou na quinta-feira (13), relatório que defendia a autorização para que o STF investigue Michel Temer por cometer o crime de corrupção passiva.

Após 11 trocas de deputados na Comissão, que é composta por 66 deputados/as, o Governo derrubou o relatório favorável à investigação e salvou temporariamente Temer por 40 votos a 25.

Na Comissão, a deputada Maria do Rosário afirmou que “vitória comprada não conta” e que “a troca de membros da CCJ é parte do jogo de corrupção onde está o próprio governo Temer”. Rosário ainda lembrou que no Plenário da Câmara não será possível substituir ninguém e que os deputados/as devem ser pressionados por existir indícios e provas contra Temer.

Durante sua fala de para encaminhar o voto da bancada do Partido dos Trabalhadores, Maria do Rosário mostrou a Constituição Federal dizendo que ela será rasgada caso os deputados não respeitem o artigo 5º que determina que todos são iguais perante a lei.

“Há mais do que indícios de que Michel Temer incorreu no artigo 317 do Código Penal. Portanto, como todos os brasileiros, o PT vota integralmente pela aprovação do parecer adequado e correto do deputado Sérgio Zveiter”, afirmou a deputada.

A votação em plenário deve ocorrer no dia 02 de agosto. É preciso 342 votos dos 513 para que o STF seja autorizado a decidir se afastará ou não Temer da presidência. Se não for autorizado, ele só poderá ser julgado após dezembro de 2018, quando não estiver mais no Palácio do Planalto.

*Foto: Gustavo Bezerra

Sem comentários Comments

Deixe um comentário

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial